Siga
0
[views count="1" print="0"]

Tempo de leitura: 4min

Os paisagistas queridinhos dos condomínios de campo de São Paulo

O paisagismo brasileiro é uma verdadeira obra de arte e separamos alguns nomes dos artistas brasileiros que encantam nossos olhos

“Os jardins devem ser projetados com a intenção de educar. Devem ensinar a conviver, fazer amigos e a despertar para o prazer da vida”, a frase de Roberto Burle Marx, um dos mais renomados paisagistas brasileiros, compreende o principal objetivo do paisagismo: conectar as pessoas com a natureza. 

Utilizando diferentes tipos de técnicas, seja em espaços públicos ou privados, em áreas urbanas ou não-urbanas, o paisagismo constrói ambientes esteticamente agradáveis, funcionais e sustentáveis. Essas técnicas são aplicadas de maneira flexível e criativa, adaptando-se às características específicas de cada local e às necessidades dos clientes. 

Quando a vegetação é cuidadosamente planejada, ela adquire um potencial notável para estimular propriedades e funcionalidades que têm um impacto significativo na vida das pessoas. As plantas proporcionam sensações de bem-estar e relaxamento, enriquecendo os ambientes tanto no aspecto visual quanto na qualidade de vida de quem frequenta aquele espaço. 

Na Fazenda Boa Vista, condomínio de alto padrão localizado em Porto Feliz, interior de São Paulo, encontramos projetos de paisagistas que têm seu trabalho reconhecido no Brasil e ao redor do mundo. 

Maria João d’Orey

Com mais de 40 anos de trabalho, Maria João d’Orey afirma em entrevista a Forbes que a felicidade no trabalho é: “Sem dúvida, fazer aquilo que se gosta, do jeito que se gosta e com quem se gosta”. Sua assinatura está presente em diversos locais como no Shopping Cidade Jardim em São Paulo e na Fazenda Boa Vista, no interior do estado. Sensibilidade e equilíbrio são princípios do trabalho da paisagista, com projetos de reconhecimento internacional. 

Além de assinar trabalhos em casas na Fazenda Boa Vista, Maria João d’Orey foi responsável pelo paisagismo do condomínio. Em entrevista ao GNT, ela afirma que para o Hotel Fasano, o aumento do lago em frente ao hotel foi para aplicar as ondulações que acompanhassem a paisagem. O uso de diversas flores também foi uma escolha da paisagista, “Eu como amo flor e acho que flor enfeita a vida, tudo tem flor”, conta d’Orey. 

Casa na Fazenda Boa Vista com paisagismo de Maria João d’Orey

Rodrigo Oliveira

Um dos principais nomes do paisagismo brasileiro, Rodrigo Oliveira evoca suas raízes nacionais com projetos que combinam criatividade, funcionalidade e a beleza natural dos espaços. Engenheiro-agrônomo especializado em arborismo, Rodrigo desenvolveu seus estudos de paisagismo na Flórida, aplicando em seu trabalho referências internacionais. 

Liderando seu escritório desde 2002, seus projetos exploram frequentemente a relação entre a natureza e a vida urbana, criando áreas de convívio e lazer que proporcionam uma sensação de calma e relaxamento.

Jardim da Casa do Relógio – CASACOR São Paulo 2018 – Rodrigo Oliveira (Divulgação/CASACOR)

Renata Tilli

“A paisagem é uma forma de expressão que eu encontrei”, afirma Renata Tilli em entrevista a Casa e Jardim. Mais do que elaborar um jardim, Renata entende que o trabalho do paisagista é construir uma atmosfera para um determinado ambiente. A paisagista com mais de 40 anos de carreira, utiliza o conceito de “jardins sustentáveis” em seus projetos, visando minimizar os impactos ambientais em todos os processos do paisagismo. 

Casa na Fazenda Boa Vista com paisagismo de Renata Tilli

Gilberto Elkis

Para Gilberto Elkis, “o jardim é um espaço vivo em constante renovação, como a água”. O paisagista com mais de 30 anos de carreira, se destaca por seus projetos com diferentes técnicas e pela sua vertente de pesquisador, onde está sempre buscando novas ferramentas, espécies e inspirações para os seus trabalhos. 

Beleza, inovação e qualidade de vida são os pilares do trabalho do paisagista. Entre suas principais inspirações, a Mata Atlântica está presente na vida de Elkis desde a sua infância, sendo a proximidade com a natureza um ponto fundamental para o sucesso do seu trabalho.

Jardim vertical de Gilberto Elkis.

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

QR Negócios: uma oportunidade de investimento no mercado imobiliário de alto padrão

0

Terrenos na Fazenda Boa Vista: um espaço livre para a criatividade

0

7 condomínios fechados em São Paulo que chamam a atenção pelos seus diferenciais

0

Locação de temporada na praia: a dois passos do paraíso

0