Siga
0
[views count="1" print="0"]

Tempo de leitura: 3min

Os Jogos Olímpicos e o mercado imobiliário de Paris

Entenda qual o cenário do mercado imobiliário parisiense diante de um dos maiores eventos esportivos do mundo

Vista de cima da cidade de Paris

Na tentativa de lucrar com a chegada de um grande evento esportivo como as Olimpíadas, os proprietários de imóveis de alto padrão em Paris encontram-se atualmente em uma verdadeira saia justa para conseguir locar suas propriedades a tempo do início dos jogos olímpicos. 

Paris sempre esteve entre as cidades com maior valor por metro quadrado, competindo com outros grandes centros urbanos como Londres e Nova York. Com a chegada dos Jogos Olímpicos, a capital francesa se prepara para receber cerca de 15,3 milhões de turistas, número equivalente à quantidade de turistas que visitaram Paris durante todo o ano de 2023. O metro quadrado na cidade tornou-se um espaço extremamente concorrido, aumentando ainda mais o preço das hospedagens e dos imóveis disponíveis para locação. 

O cenário se torna ainda mais crítico ao se comparar o valor de uma hospedagem em julho de 2023 com a temporada olímpica deste ano. No ano passado, uma noite na Cidade Luz estava custando em média 169 euros, enquanto neste ano, cada noite em Paris sairá por cerca de 700 euros. E esses aumentos também se aplicam em casos de locação por plataformas de aluguel como Airbnb, o preço médio de 232 euros a diária saltou para 619 euros, um aumento de 166%. 

Arco do Triunfo em Paris

A princípio, o plano de muitos parisienses seria alugar seus imóveis em localizações nobres por preços altos e passar a temporada olímpica fora de Paris, lucrando em cima de um grande evento como os Jogos Olímpicos. Porém, com a baixa movimentação do mercado e a queda na demanda, os proprietários estão tendo que recalcular a rota. 

A competição acirrada por locações temporárias está levando os proprietários de imóveis de alto padrão a reavaliar suas estratégias de precificação. Em face dessa pressão e com a proximidade do início dos jogos, alguns proprietários estão optando por recuar os valores de locação. Enquanto isso, outros não enxergam mais nos Jogos Olímpicos uma oportunidade de lucro, devido ao alto custo para preparar o apartamento na hora de receber os visitantes. 

Como resultado, os proprietários se veem diante de uma encruzilhada inesperada. O que inicialmente parecia uma oportunidade de lucrar com a chegada dos Jogos Olímpicos, agora se transformou em um desafio de adaptação às mudanças do mercado. A queda na demanda e a saturação do mercado trouxe para esses proprietários uma reflexão sobre verdadeiro impacto dos megaeventos esportivos no setor imobiliário, mostrando que, às vezes, as expectativas de lucro podem ser desafiadas pela realidade do mercado.

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também

Como realizar reformas sustentáveis

0

Lina Bo Bardi ganha exposição na Europa pela primeira vez 

0

Plano Cerdá e a urbanização de Barcelona

0

Os Jogos Olímpicos e o mercado imobiliário de Paris

0